Meu filho senta em W, e agora?

É comum vermos crianças sentadas em “W”, em alguns casos é apenas uma postura transitória e uma das muitas formas que a criança senta ao brincar, porém se o “W” se torna a escolha principal da criança para se sentar e ela passa muito tempo nessa posição, atenção! Tal postura deve ser evitada pois, quando por longos períodos, pode sobrecarregar as articulações dos quadris, joelhos e tornozelos. O “W” deixa a criança mais estável, impedindo que ela, ao brincar, desenvolva e fortaleça a musculatura do tronco assim como ela deveria. Além disso dificulta as rotações de tronco, normalmente usadas em outras posturas sentada, quando a criança brinca e alcança brinquedos ao redor.

Nas crianças com Paralisia Cerebral essa postura pode reforçar alterações musculoesqueléticas já existentes e limitam as transferências de peso, podemos dizer que uma postura “pobre” e de risco.

 

O que podemos fazer para mudar este hábito? Incentive outras posturas como sentar-se de lado (para ambos os lados); sentar com as pernas cruzadas, com as pernas esticadas ou em bancos/cadeiras e mesinha.

Lembre-se, é normal entrar e sair do “W”, porém devemos nos preocupar quando a criança passa longos períodos nessa mesma posição.