Estimulação essencial

A brincadeira pode ser considerada uma forma divertida do bebê construir os vínculos afetivos e o conhecimento sobre ele mesmo e o ambiente em que vive.

Para que estas descobertas sejam feitas pelo bebê deve haver uma interação com a família e o ambiente que o cerca. Experiências positivas e enriquecedoras podem reforçar comportamentos motores e emocionais para o pleno desenvolvimento do bebê e da criança pequena.

Uma forma de oferecermos um ambiente com ricas oportunidades ao bebê se faz pelas informações oferecidas as pessoas que o cercam. Bora aprender brincando ou brincar aprendendo?

 

Primeiras brincadeiras

A brincadeira inicial pode ocorrer com cantigas para acalmar, acolher e acalentar o bebê, que levem a sua movimentação com ritmo. A busca pelo ritmo é inata e permite que haja uma memorização do movimento, além do reconhecimento da voz e vibração de seus cuidadores. A partir dos três meses podemos apresentar brinquedos que não apenas os bebês olhem, mas que possam pegar e movimentar… explorar.

 

Brincadeira para hora do banho

– Construção de tapete antiderrapante com E.V.A., pote de maionese, ventosa e areia colorida: com um posicionamento sentado no banho o bebê consegue brincar por mais tempo, ter maior possibilidade de juntar as mãos na linha media (o que facilita para as aquisições motoras posteriores), cantarolar músicas com identificação de partes do corpo (fazendo uma estimulação cognitiva), além da facilitação para higiene dos pulmões pelo fato do vapor d’agua auxiliar como uma inalação.